Dia a dia de alguém que tem TDAH (Déficit de Atenção)


O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade ou simplesmente TDAH é um problema que tem atingido muito as pessoas hoje em dia, conhecido como doença do século XXI, o TDAH atinge principalmente as crianças, adolescentes e jovens.

Geralmente pessoas com TDAH são pessoas agitadas, faladoras, ansiosas, não conseguem se focar em quase nada, tem memória menor que a de uma formiga e passa parte do tempo “viajando”. Tenho certeza que muitos que estão lendo isso nesse momento estão pensando “nossa, é exatamente assim que eu sou”, mas calma, você ainda vai se identificar com mais sintomas, assim como eu, quando tomei conhecimento a 4 anos atrás e me identifiquei.

Para exemplificar um dia de alguém que tenha TDAH, vou dar o exemplo do meu dia de hoje, esse mesmo dia que eu estou escrevendo este texto.

Hoje é sábado e agora são 16h, levantei as 7 da manhã porque ontem estava muito cansado e fui dormir antes das 22h. Eu acordei, escovei meus dentes e fui para o computador.A primeira coisa que fiz foi abrir 3 abas do navegador para notícias, 1 para meu gMail, 1 para o twitter, 1 para o Google Analytics, 1 para meu blog pessoal, 1 para meu blog sobre Compras Coletivas e 1 para meu gReader. Isso tudo quase que instantaneamente, pois tenho atalhos na barra dos favoritos. Conforme eu ia lendo as abas, pelo menos mais 5 eu abria, no twitter, feeds de blogs, notícias e tudo mais.

Após algum tempo (que não foi muito) eu já tinha feito tudo e estava ficando entediado, então pensei em jogar DOTA ou escrever um post para meu blog, pois eu estava com alguma ideia na cabeça, coisa que já não lembro por nada nesse mundo. Então eu fui no banheiro para tirar a água do joelho (nossa essa é velha hein) e quando voltei, vi um livro sobre referências bíblicas em cima de minha mesa e resolvi dar uma folheada, quando me dei conta, eu estava com 2 bíblias abertas, mais a enciclopédia bíblica, mais um caderno em que eu estava fazendo diversas anotações.

Após algum tempo nisso, a fome bateu e resolvi que iria fazer o almoço, enquanto eu estava me dirigindo a cozinha, vi minha revistinha do Homem Aranha no caminho e fui dar uma folheada, quando me toquei eu já estava terminando de ler a quarta revistinha (cada uma tem 100 páginas). Beleza, meu estômago me lembrou que ele precisava de comida, então lá fui eu preparar o rango. Chegando na cozinha eu “decidi” que comeria bife e salada de tomate, tirei a carne do freezer e fui preparar o tempero, enquanto preparava, vi batatas na geladeira e pensei “por que não fazer também batatas fritas?”, eu terminei de descascar as batatas e vi linguíça no freezer e pensei “por que não preparar linguíça com batata e calabreza?” comecei a preparar tudo…daí eu lembrei que estava preparando bife para fritar. Mas daí era tarde demais e voltei ele no freezer.

Amigos…Pra que eu fui abrir o freezer? Porque eu me dei conta que estava cheio de gelo e precisava desligar a geladeira para degelar. Tirei tudo que tinha na geladeira, desliguei-a e voltei a preparar meu rango, que a essa altura do campeonato, minha barriga já estava gritando, talvez seja por isso que não esqueci dele. Fritei a linguíça com batata, com um tempero dahora de pimenta e curry então pensei que poderia também fritar steak de frango, fui lá e fritei, mas meu desejo por comida só aumentava, então fritei também massa de pastel para comer de petiscos.

Finalmente eu comecei a comer assistindo filme. 2 horas após o filme eu já estava alimentado e descansado para poder lavar a louça. Eu ia começar a lavar louça e vi que o gelo já tinha derretido todo, então tive a brilhante ideia de lavar a geladeira, pois desde que comprei ela (em abril do ano passado) nunca tinha lavado a coitada por dentro. Comecei a lavar no meio da cozinha mesmo e pensei “já que a cozinha tá suja, vou lavar aqui mesmo e deixa que a água escorra” após lavar a geladeira eu pensei “por que não lavar a cozinha inteira?”

Depois de um bom tempo eu lavando tudo e passando pano pra secar, fui lá no quintal para lavar as partes de dentro da geladeira que desencaixam, depois de lavar elas eu vi que o quintal estava bastante sujo, então, por que não lavar o quintal também? Mano, o bixo tava muito sujo, tinha crosta de sujeira. Depois de outro longo tempo, terminei e fui começar a lavar louça e arrumar as coisas do armário e da geladeira.

Finalmente terminei, e agora moído de cansaço, tomei um banho e anda tive pique de vir aqui compartilhar essa bostinha de dia com vocês.

Como vocês podem ver, uma coisa me leva a outra. E todos os meus dias são assim. No trabalho eu costumo me policiar um pouco mais, todavia ainda assim eu sofro bastante no sentido de começar um serviço que possui prazo de entrega e acabar indo fazer outro, e outro e outro, quando percebo, esqueci que tava fazendo aquele primeiro. Isso quando eu não caio na vadiagem malemolente.

Algo que me ocorre com frequência é quando estou conversando com alguém, as vezes até mesmo em assuntos importantes e eu não consigo me focar na conversa. Minha cabeça pensa milhões de coisas,  tudo que eu falo é “aham, sim, com certeza, claro, é lógico”.

Outro fato curioso é aquilo que chamam de hyper-foco, ou seja, quando começo alguma tarefa e me foco tanto nela, que ninguém seria capaz de se focar tanto, a ponto de terminar ela muito mais rápido, com muito mais perfeição e com prazer em fazer aquilo que estou fazendo. É um tanto quanto raro acontecer isso, mas quando acontece é muito bom.

Dizem que quem tem TDAH e toma Ritalina, pode controlar e estar quase que sempre em hyper-foco, eu não sei se eu poderia tomar isso, pois parece que ela deixa ansioso e ansiedade é tudo que eu não posso ter, só digo uma coisa, pânico. Quem sabe, vai entender. Prefiro não arriscar.

Mas enfim, tenho certeza que muitos aqui se identificaram no texto, ou pelo menos conhece alguém que vive dessa maneira.

Se você também “sofre” desse mal, comente abaixo com sua história ou algum caso conhecido.

23 ComentáriosComente

  • O livro infantil JOÃO AGITADÃO, editora Caravansarai,ilustração de Ney Megale,
    ajuda as crianças com TDAH a desenvolverem uma autoestima mais positiva.

  • Olá Daniel.
    Estou fazendo um trabalho sobre o TDAH pra faculdade e a decrição do seu dia-a-dia foi muito importante pra mim. Observei algumas crianças no contexto escolar e fiquei impressionada como uma coisa leva a outra, assim como vc descreveu.
    Bom, deixa eu ir pro meu projeto!!
    Obrigada por compartilhar!!!
    =)

    • Olá Laís

      Fico feliz por ter ajudado, de alguma forma.

      Quando eu escrevi esse texto, foi mais na intenção de tentar ajudar os outros a entender do porque que muitas vezes eu não consigo me focar em quase nada e assim sendo, não significa que eu menosprezo algo, mas sim que é realmente difícil para mim.
      E também, é sempre bom ter textos de relatos reais para ajudar aqueles que também passam pelo mesmo problema.

      Abraços.

  • Mas e ai? é hereditário??? Faço 500 mil coisas ao mesmo tempo pq tb uma coisa leva a outra e, mesmo que nao leve, to sempre em outras e outras e me desdobrando em milssssssss……..

    Tadinho do Dan………

  • Olá,Daniel
    Meu filho tem TDAH e decidi criar um blog para ajudar pais a reconhecer em seus filhos ou em crianças o TDAH, caso o tenham. É um tanto sofrido para os familiares e especialmente para as pessoas que tem esse distúrbio se não sabem que tem e não fazem tratamento. Você descobriu como esse distúrbio em você? Faz tratamento ou já fez?

    • Olá Paola.

      Muito legal sua iniciativa de criar um blog para auxiliar pessoas que sofrem com esse problema.

      Inicialmente eu descobri que tenho TDAH lendo há alguns anos atrás em um blog também sobre características de uma pessoa que possui esse problema e fui me identificando com cada uma delas. Então procurei algumas pessoas que também possuem e alguns especialistas.

      Eu nunca me tratei apesar de estar pensando em ir atrás de tratamento.
      Tenho muita força de vontade e tento sempre que a situação tá crítica reconhecer meu estado e tentar melhorar no que puder, claro que em algumas situações em diversos momentos do dia é um trabalho incrivelmente difícil de ir contra algo que minha ansiedade e/ou distrações fazem, nessas horas minha única saída é pedir ajuda ao Pai para que eu consiga levar a situação numa boa e leve uma vida tranquila. Creio fortemente que Deus pode muito ajudar todos nós em seja lá qual for o problema, contanto é claro que esse seja seus propósitos.

      Obrigado pelo seu comentário e boa sorte com seu blog. Que Deus abençoe você e seu filho.

  • Tenho tdah e nao aguanto mais ser assim!

    foi e ainda eh uma vida de coisas mal acabadas nuncaq termino nada que começo nao consigo me concentrar mais doque 5 minutos numa coisa q nao gosto seja trabalho estudo qualquer coisa. reuniao nunca cheguei no horario certo pode ser quem for , as vezes vou a missa e quando chego vi que esqueci minha namorada pra tras todo mundo me acha um preguiçoso e pior eu tambem ninguem acredita na gente.
    quando aguem fala comigo escuto a conversa pelas metades como se fugise de mim qnd leio uma fraze termino de ler e nao sei oque eu li.dificilmente acordo cedo para trabalhar .. mas quando e para ir num rancho ou pescar eu consiguo levantar cedo e como se oq nao eh legal eu nao faço. tento fazer exercicios dizem q e bom mas nunca dou continuidade estou tao cansado de mim as vezes penso em suicidio preciso de ajuda nao aguento mais! atualmente estou me tratando com piscologo e pisicatra e descobri q meu pisicatra nao acredita no TDAH pra vc ver como eh .

  • pois é Daniel, somos assim: só para constar, não sei quantos são assim, mas em termos de estudo seja em que situaçao for, eu nunca estudei (nunca consegui) mas sempre me dei bem nas a valiações e/ou projetos que participo, no último enem que participei tirei 925 na redação, amo ler, mas esqueço o livro 5 segundos de deixá lo em algum lugar, amo música e tenho vários projetos inacabados, hj mesmo era para eu ter ido a aula, mas esquecí que eu deveria ir…
    afinal TDAH, gênio ou ignorante? me pego distraído e as vezes nem preciso prestar atenção para desenvolver trabalhos …
    fazendo mil coisas ao mesmo tempo sempre (dormir para mim é perda de tempo)
    agora mesmo estou consertando um netbook, um notebook, na net e assistindo a um jogo…
    detalhe: tem dias que me sinto bem sendo assim, tem dias que não…
    parando ou não paro de escrever abraços

  • Eu realmente não consigo me concentrar em conversas, ouvir um assunto ate o final é uma grande tortura. Quero que a pessoa termine de falar rapido, pq não consigo me concentrar na conversa durante muito tempo, apenas alguns segundos e minha mente ja esta vagueando em meu proprios pensamentos. No trabalho me foco tanto, que alguns falam que mal me levanto para tomar agua ou ir no banheiro, estou sempre focada no trabalho, nao tenho interesse em mais nada…

  • Cara, me identifiquei com muita coisa. A diferença é que eu geralmente penso em tantas coisas que quero fazer que acabo não fazendo nenhuma. =P Isso me deixa mega angustiada e aí eu ficava pior ainda.
    Nunca tinha passado pela minha cabeça o TDA até que a psiquiatra que eu comecei a ir indicou a Ritalina e eu li na bula para que era. A primeira vez que tomei foi bom e tenso. Tomei pra estudar e eu continuei abrindo mil paginas no navegador com diversas coisas diferentes e ficava passando de uma pra outra enquanto ouvia música, a diferença é que apesar de tudo isso eu voltava pro trabalho. A sensação tensa e engraçada foi que fiquei meio louca, não parava de sacudir a perna e batucar os pés no chão. hehehe Agora tá melhor, eu acho. XD

  • Bruna, te entendo perfeitamente! hahaha

    Normalmente (sempre hehe) eu fico na mesma… cheio de projetos, pensamentos, ideias e tudo mais na cabeça… Quero agarrar o mundo com minhas próprias mãos e acabo falhando rude! Essa angustia é tensa demais, eu fico do mesmo jeito, tento assumir um pouco do controle da situação mental, mas é muito difícil.

    E o lance de batucar, mexer as pernas e tals… você é das minhas hahaha Eu passo o dia inteiro fazendo isso junto de barulhos com a boca, beatbox, "peidando com a boca" hahahha, assoviando, etc. =P

    Se tiver interesse, escrevi um outro post sobre o TDAH, dessa vez com dicas. Confere lá: http://www.danieldiasvieira.com.br/dicas-pra-quem-tem-tdah-e-toma-ritalina-ou-nao

    Abraços!

  • Li texto pra ver se eu me identificava. E sim, me identifiquei com várias coisas, mas eu não sou hiperativa. Na verdade, o meu problema é que eu não consigo em concentrar em nada do que eu quero, por eu já estar pensando em outra coisa. Mas eu também sou assim, de abrir muitas abas no PC. Mas ao contrário do autor do texto, eu nunca leio nenhuma das abas que eu abro. Acabo vendo só Facebook e pronto.

  • Gente, pensei que era só eu que sofria com isso ( com isso pois nem sabia o que era TDAH). Nossa Daniel o dia que voce relatou e o que eu passo todos os dias. Sofro com isso pois almejo tantas coisa e não consigo nada. Pensei em procurar alguma ajuda mas imaginei que isso era normal, mas com o tempo fui percebendo que não. Cada dia foi piorando mais! o pior e que ninguém te etende, fala que sou "desorientenda". E horrível! não conseguir concentrar em nada, eu não consigo terminar de ler um livro, manobro o carro, falo no celular, como alguma coisa tudo ao mesmo tempo. Não consigo fazer uma redação pois não consigo me concentrar estudar aff… pioro. Foi muito bom compartilhar isto com vocês desabafei vou procurar um medico.

  • Realmente é bastante dificil,inclusive (apesar de ser um bom texto) até este pequeno texto é um tanto dificil não fazer outra coisa no meio dele,principalmente tendo que terminar um relatorio as 00:30 pq começou cedo e se disperçou em varias outras atividades…

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.